Utilização dos dados do cliente: inovação ou invasão da privacidade?


Atualmente, todos se preocupam com a privacidade. Hoje em dia, há mais informações sobre você em mais lugares do que já existiu.

Coletar e usar dados de clientes não é uma coisa ruim. As organizações precisam desses dados para oferecer os produtos e serviços que os clientes desejam. A questão está no ponto onde traçar a linha entre o uso dos dados de clientes para oferecer novos recursos úteis e a invasão da privacidade do cliente. O episódio de 11 de outubro do Modern Workplace trouxe orientações sobre como as organizações podem gerenciar essas difíceis decisões políticas.

 

Hillery Nye, diretora-chefe de privacidade da Glympse, explicou como a startup tomou uma decisão muito consciente de não coletar dados que poderiam ser obtidos facilmente no aplicativo de compartilhamento de localização em tempo real. A empresa coleta dados do cliente e os usa para fins muito específicos sem nunca armazená-los. A empresa pode até ter desistido de algumas oportunidades de monetizar dados de clientes, mas Nye acha que ela ganha ainda mais sendo uma cidadã corporativa responsável e estabelecendo uma reputação de privacidade. Ela falou sobre como a marca de uma empresa é afetada por políticas de privacidade e como as organizações podem alinhar as políticas de privacidade com uma estratégia de negócios com mais eficiência.

Cinco perguntas que os executivos devem fazer às suas equipes de segurança

Veja as perguntas que você precisa fazer sobre as medidas de segurança da sua organização, por que elas são importantes e o que mais você precisa saber.

BAIXE O EBOOK GRATUITO

Jules Polonetsky, CEO do Future of Privacy Forum, um grupo de pesquisa e de defesa focado em questões de privacidade de dados, explicou que as empresas precisam entender quais dados de cliente elas têm, onde eles estão localizados, quais regras se aplicam a eles e quem tem acesso a isso. Eles precisam desenvolver padrões de privacidade que se alinhem com seus objetivos de negócios e expectativas do cliente. Polonetsky ajudou a estabelecer uma distinção entre segurança e privacidade. "Segurança é garantir que as pessoas que não têm autorização para obter dados não os recebam. A privacidade recai sobre as pessoas que estão autorizadas a ter as informações... e o que você faz com elas após ter permissão para recebê-las."

O que você pode fazer para se manter seguro e garantir a privacidade? A Microsoft desenvolveu o Secure Productive Enterprise, uma oferta que reúne as mais recentes e avançadas tecnologias de segurança, além de gerenciamento, colaboração e análise. Neste episódio, demonstramos alguns dos principais recursos de segurança apresentados nos três produtos do Secure Productive Enterprise: Office 365, Enterprise Mobility & Security e Windows 10.

Assista agora para ver dicas sobre como gerenciar a privacidade, como:

  • Colocar alguém responsável pela privacidade.
  • Alinhar as políticas de privacidade à estratégia de negócios.
  • Implementar regras claras para manter os padrões de privacidade.
  • Conhecer seus parceiros e como eles usam dados.
  • Entender que há vários riscos envolvidos ao ignorar os regulamentos internacionais de privacidade, mesmo que você não seja uma grande organização.

Produtos relacionados

surface laptop com o word

Introdução ao Microsoft 365

É o Office que você já conhece, com as ferramentas para trabalhar melhor em equipe e produzir mais, a qualquer momento e em praticamente qualquer lugar.

Compre agora